Saúde

Limpeza após o parto

Pin
Send
Share
Send
Send


O parto natural é um processo fisiológico bastante difícil e longo, que requer muita força e paciência de uma mulher. Pode ser dividido em várias etapas: o início das contrações, o nascimento de uma criança e o nascimento de uma placenta. A aparência da casca na qual o feto se desenvolveu é a conclusão de processos genéricos: depende de sua integridade se será limpa após o parto ou, em termos médicos, da curetagem pós-parto.

Você não deve se assustar e, mais ainda, recusar este procedimento: em primeiro lugar, os especialistas examinarão definitivamente a condição do útero e descobrirão a validade da curetagem. Para entender com mais precisão o significado de uma ação como a limpeza após o parto, a mulher deve ter pelo menos uma compreensão geral das razões que causam a necessidade de curetagem, bem como as consequências de abandoná-la.

Raspagem - limpeza ajuda o corpo

Deve-se dizer que a conhecida expressão: “O homem é um animal público” - é confirmada em todas as manifestações da vida humana, a partir do momento da concepção e terminando com a morte. O processo do parto não é uma exceção: na natureza, o nascimento de qualquer animal é governado pelos princípios da seleção natural, e somente crianças humanas nascem sob a supervisão de médicos especialistas. É graças ao instituto de cuidados obstétricos que muitas mulheres mantêm sua saúde, a possibilidade de re-concepção e, às vezes, vida (para não mencionar a saúde e vida de seus filhos) - e, portanto, deve-se confiar no profissionalismo das pessoas destinadas a proteger a vida e a saúde de seus pacientes. Acredite: sem o devido motivo, o útero não é limpo após o parto, especialmente neste nível de diagnósticos médicos, como é hoje.

O fato é que a integridade da placenta pode ser quebrada por alguns motivos: a esfoliação das membranas e da placenta dos tecidos do útero pode estar incompleta - partes da placenta podem permanecer nas paredes do útero ou em sua cavidade, causando muitas doenças.

Primeiro de tudo, pedaços de tecido (ou coágulos sanguíneos) que permanecem no útero, apodrecem, tornando-se um terreno ideal para bactérias e vírus - e isso pode levar a necrose dos tecidos circundantes e infecção sanguínea, para não mencionar processos inflamatórios de gravidade variável.

Além disso, até mesmo partículas microscópicas da placenta, estando na cavidade uterina, são percebidas pelo corpo como estranhas - e, portanto, o corpo busca se livrar delas, desperdiçando seus recursos de proteção (já esgotados). Como resultado, o período de recuperação pós-parto é atrasado, o que aumenta a possibilidade de infecção dos órgãos reprodutivos, e o retorno da mulher ao ritmo normal de vida é adiado indefinidamente.

Para evitar complicações pós-parto, é realizada a limpeza a vácuo ou manual (curetagem) após o parto.

Se você se permitir uma comparação figurativa, então o trabalho de um ginecologista, neste caso, pode ser comparado com os serviços de uma empresa de limpeza. Qualquer dona de casa é capaz de manter a ordem na casa, mas às vezes é difícil, sozinha, lidar com a eliminação das conseqüências de festas particularmente tempestuosas ou visitar hóspedes muito “liberados”. Então, os profissionais que vêm para o resgate induzirão de forma rápida e eficiente uma perfeita ordem e limpeza estéril: não haverá vestígios de restos de alimentos presos nas rachaduras, marcas de sapatos sujos e, portanto, a ameaça de invasão de baratas e microorganismos prejudiciais desaparecerá. .

O processo de limpeza pós-parto e suas consequências

Deve-se notar que, no caso de cesárea, a curetagem é realizada com muito mais frequência e, em algumas clínicas, é considerada um procedimento obrigatório. Este procedimento é devido ao fato de que a atividade do clã na cesariana é suavizada (ou completamente ausente) - e, portanto, a separação natural da placenta não ocorre. É claro que, no útero, após a remoção da criança, existem vários restos das membranas fetais - e representam uma ameaça para a saúde da mulher.

Quanto ao parto normal, a seguinte afirmação é popular no ambiente obstétrico: a mulher média dá à luz duas vezes em uma visita ao hospital (e a gravidez múltipla não tem a ver com isso). De fato, a produção da placenta é comparável ao nascimento de outra criança - o mecanismo do processo é o mesmo.

No entanto, se o parto durou muito tempo, a mulher pode simplesmente não ter força suficiente para as tentativas finais - e isso significa que a intensidade das contrações uterinas pode não ser suficiente para separar completamente as membranas fetais da placenta do tecido uterino. Complicando a situação pode ser muito forte fixação dos tecidos do óvulo para as paredes do útero. Em ambos os casos, o médico que toma o parto tem que separar a placenta manualmente: o resultado dessa intervenção pode ser pedaços de tecido fetal, assim como coágulos sanguíneos remanescentes no útero.

Para excluir a possibilidade de limpeza incompleta do útero de detritos estranhos, uma mulher é examinada na cadeira ginecológica com a ajuda de espelhos e também uma ultra-sonografia do útero é feita - e em caso de patologia, ela é prescrita uma curetagem ou aspiração de sua camada interna.

Uma operação de limpeza de rotina dura cerca de 20 minutos e é realizada com anestesia local ou geral, obedecendo a todos os padrões cirúrgicos, incluindo regras assépticas e anti-sépticas.

Especialistas, usando dispositivos obstétricos, produzem a expansão do colo do útero, e depois com uma cureta especial raspou uma camada funcional da superfície do útero. A peculiaridade desse tecido (endométrio) é sua capacidade de regeneração: a partir das camadas inferiores do endométrio é formada uma nova membrana mucosa do útero, que não apresenta o menor dano - e a funcionalidade do útero é restaurada.

Garantia de reabilitação rápida

Por via de regra, a limpeza depois que o COP e o nascimento habitual praticamente não se diferencia no método da implementação. O período de reabilitação em ambos os casos também é praticamente o mesmo - dura cerca de duas semanas (a menos, é claro, que o canal do parto tenha sido afetado no caso do parto ortodoxo). Nos primeiros dias após a limpeza, a mulher deve estar sob rigorosa supervisão médica - o médico observa os sintomas do processo de recuperação: temperatura corporal, pulsação, sensibilidade abdominal durante a palpação - de acordo com esses parâmetros, um especialista pode concluir corretamente a condição do paciente e prontidão para a alta.

As drogas prescritas durante este período contribuem para a rápida recuperação e para o desenvolvimento de processos inflamatórios: em geral, não são spa e antibióticos. Naturalmente, neste momento deve abster-se de amamentar - e isso exigirá o bombeamento de leite.

Um papel importante no período de reabilitação após a limpeza é desempenhado pela observância de certas restrições: neste momento, recomenda-se abster-se de sexo vaginal, tomar banho em reservatórios de água (incluindo banho), banho e sauna - o risco de penetração de patógenos no útero é muito alto. Além disso, neste momento você deve evitar levantar mais de 3 kg e limitar a intensidade dos esportes, pois tais ações podem causar sangramento.

Tendo passado por uma reabilitação de duas semanas sem quaisquer distúrbios, será possível retornar com alegria às atividades normais, aproveitando todas as alegrias da maternidade e uma vida saudável sem quaisquer restrições.

Quando surge a necessidade de limpeza após o parto?

Cada mulher dá à luz duas vezes (por uma chegada na maternidade): o bebê e a placenta (placenta), com a qual ele ficou todos os 9 meses. Muitas mulheres nem notam o nascimento da placenta, porque neste momento elas já estão ocupadas olhando para o bebê, que enterrou o nariz no seio da mãe. Mas isso nem sempre é o caso, infelizmente. Às vezes a placenta é muito “fundida” com o útero e nasce “parcialmente” ou não sai de forma alguma, então uma separação manual da placenta deve ser realizada, o que é sempre realizado após uma cesariana.

Antes da alta do hospital (2-3 dias), uma mulher é submetida a um ultra-som diagnóstico para avaliar a condição do útero. Se o médico encontrar vestígios da placenta ou de coágulos sanguíneos no útero, a mulher no parto receberá a limpeza.

Como realizar a limpeza após o parto?

“Limpeza” em “linguagem médica” significa raspagem. Este procedimento pode ser familiar para as mulheres que fizeram um aborto. Raspagem da mucosa uterina é uma operação que remove mecanicamente a camada funcional do endométrio. Das camadas de germinação do endométrio, uma nova membrana mucosa cresce logo após a curetagem.

Normalmente, a limpeza é realizada sob anestesia geral em uma cadeira ginecológica. Antes da cirurgia, os genitais externos são tratados com solução de iodo alcoólico a 5% e a vagina e o colo do útero - com álcool etílico a 50%. Com a ajuda de dilatadores de vários diâmetros, o canal cervical é expandido e os restos de tecido placentário são removidos usando uma cureta romba especial ou uma cureta obstétrica com dentes. A operação não dura mais de 20 minutos.

Como se comportar após a limpeza?

Após a limpeza, a mulher deve estar sob a supervisão de médicos que monitoram a temperatura corporal, a pulsação e as secreções dos genitais. 2 vezes ao dia devem ser tratados soluções anti-sépticas genitais externas.

Após a operação por 2 semanas você não pode usar tampões vaginais, fazer ducha, tomar um banho, ir ao banho, levantar pesos, praticar esportes. O sexo vaginal também é contraindicado pelo fato de que o colo do útero permanece aberto e há muita erosão na mucosa uterina, o que pode ser uma condição favorável para o desenvolvimento de uma infecção que o parceiro sexual possa "trazer".

Antibióticos são prescritos para prevenir inflamação e outras complicações após a limpeza. O procedimento de curetagem é doloroso, portanto a dor também pode ser observada no período pós-operatório. Neste período, você pode ser prescrito no-shpy para evitar o desenvolvimento de hematômetros (coágulos de sangue no útero).

O que pode ser complicações após a limpeza?

Um hematómetro é apenas uma complicação frequente de raspagem. Pode ocorrer devido à compressão grave (cãibra) do colo do útero, o que causará um atraso na cavidade uterina do sangue. A rápida cessação do sangramento é o principal sintoma dos hematômetros. Para apoiar o colo do útero em uma posição relaxada e nomear No-shpu, como mencionado acima.

Outra complicação da limpeza é o sangramento uterino, mas eles são extremamente raros (principalmente em mulheres com distúrbios hemorrágicos). Mas, no caso de penetração na cavidade uterina após a limpeza dos germes, pode ocorrer endometrite - infecções e inflamação da mucosa uterina.

Todas as complicações requerem um tratamento específico, que só pode ser prescrito pelo ginecologista assistente. “Idealmente”, após a limpeza por várias horas, observa-se uma abundante secreção sanguinolenta com coágulos, mas logo eles se tornam menos abundantes. Após a curetagem por pelo menos 10 dias, deve-se observar manchas escuras, marrom ou amareladas.

Como você pode ver, a limpeza após o parto não é tão terrível, se você seguir as regras simples de higiene pessoal e instruções do médico. Portanto, você não deve se preocupar! Tudo vai administrar!

Quando você precisa limpar o útero após o parto

Limpar o útero após o parto é uma medida para limpar os ductos uterinos. Como os próprios ginecologistas apontam, uma mulher em sua fisiologia dá à luz duas vezes em uma visita ao hospital. Então, a primeira vez que ela dá a luz a seu bebê, e a segunda vez - esta é a placenta, na qual todos os 9 meses o feto cresceu e se desenvolveu.

É a placenta, que não deixou o útero em tempo hábil, pode causar muitas complicações e causar um procedimento ginecológico como a limpeza após o parto do útero.

De acordo com muitas parturientes, elas praticamente não percebem a saída da placenta, pois neste momento já estão segurando o bebê nos braços e são levadas pelos primeiros minutos de comunicação com ele. Mas, como mostra a prática dos médicos, nem sempre é esse o caso - em alguns casos, a placenta cresceu tanto para o útero e parcialmente deixou o corpo da mulher ou não o fez.

No consultório do ginecologista para cirurgia

Em tais casos, os médicos prescrevem o método manual de separação da placenta - limpeza após o parto, ajuda a remover completamente a placenta e é mostrado tanto após o parto natural quanto após a cesárea.

Primeiro de tudo, para determinar se este procedimento é necessário ou não - uma mulher é verificada com um ultra-som e se os resultados mostram restos de sangue e placenta no útero, a limpeza pós-parto após a entrega da cavidade uterina é prescrita.

Como limpar após o parto

Limpeza após o parto - para muitas mulheres, isso parece assustador, mas o procedimento em si é necessário e importante. Basta dizer que, durante a cesárea, a limpeza do útero é ainda mais frequente do que após o parto natural.

Devido ao fato de que partículas da membrana fetal permanecem na cavidade uterina - elas podem se decompor e apodrecer, um processo inflamatório se desenvolve, o que é perigoso para a mulher.

O procedimento é semelhante ao nascimento de um bebê e o mecanismo neste caso é quase o mesmo. No entanto, se a atividade genérica em si é arrastada e a mulher não tem força suficiente para as tentativas, a intensidade da contração da parede uterina diminui de acordo. Como resultado, a placenta não se retira totalmente após o parto e os médicos precisam separá-la manualmente. Mas, como conseqüência - os pedaços da placenta ainda podem permanecer nas paredes do útero.

Consequências da limpeza pós-parto do útero

A fim de eliminar os efeitos negativos totais e limpar completamente o útero - os médicos praticam a limpeza pós-parto. Em primeiro lugar, a mulher é examinada por um ginecologista em uma cadeira ginecológica, usando espelhos ginecológicos.

Quando necessário, é realizada uma ultrassonografia do útero e, ao diagnosticar a patologia, é realizado um tipo de limpeza a vácuo da camada interna do útero.

A mesma cirurgia planejada para limpar a cavidade uterina dura cerca de 15 a 20 minutos, quando o médico aplica anestesia local ou geral, observando todas as normas de intervenção cirúrgica, regras e normas de assepsia, além de antissépticos.

Um ginecologista usa ferramentas especiais para expandir o útero e depois, usando uma cureta especial, curar a placenta das paredes do útero. A camada funcional do útero - o endométrio, será gradualmente restaurada, à medida que a função reprodutiva subsequente do próprio útero for restaurada.

Comentários de mulheres sobre a limpeza do sexarrow

Após a limpeza ginecológica, a mulher deve permanecer no hospital por 2-3 dias, sob a supervisão de médicos - atualmente, a condição da mulher é monitorada, a temperatura corporal e o pulso são verificados e quais secreções provêm dos órgãos genitais femininos. Duas vezes por dia, de manhã e à noite, os genitais externos da fêmea são tratados com um anti-séptico especial.

Após a limpeza por pelo menos 2 semanas, é proibido o uso de absorventes vaginais e duchas, para substituir o banho no chuveiro, para se recusar a visitar o banho e a sauna. Também vale a pena limitar o levantamento de peso e não ir ao ginásio, tipo de sexo vaginal contra-indicado. O colo do útero ainda está aberto e o seu muco está traumatizado, e tudo isto em conjunto cria condições favoráveis ​​para a infecção e, portanto, o sexo nos próximos 13 a 14 dias é proibido.

Como medidas preventivas, os médicos prescrevem um curso de antibióticos. O procedimento de limpar a cavidade uterina dos remanescentes da placenta é bastante doloroso - por algum tempo, a mulher sentirá dor no baixo-ventre e nas costas lombares. Para aliviar a dor e evitar a formação de hematomas e coágulos sanguíneos, os médicos podem prescrever não-espião ou aspirina.

Possíveis complicações da depuração pós-parto

Em primeiro lugar, tais consequências são hematômeros - uma complicação bastante frequente na prática de ginecologistas após a limpeza. Uma condição semelhante ocorre devido à compressão excessiva, espasmo do próprio colo do útero - há um atraso nos coágulos sanguíneos em sua cavidade.

Para evitar um fenômeno semelhante, a compressão do colo do útero e, consequentemente, o atraso dos coágulos sanguíneos em sua cavidade - como observado anteriormente, os médicos prescrevem não-silos ou aspirina. Esta não é uma limpeza após o parto, mas alivia cólicas e, em geral, trata.

Outra complicação após a limpeza ginecológica é o sangramento uterino - essa consequência negativa é encontrada na prática dos médicos muito raramente, e é típica para aquelas mulheres que sofrem de problemas com sangue, sua capacidade de coagular normalmente.

При попадании в полость матки бактерий, микробов, негативного действия патогенной микрофлоры – может развиваться эндометрит. По своей сути эндометрит это инфекционной природы воспалительный процесс, поражающий слизистую матки.

Внезапная чистка матки после родов

При диагностировании любого осложнения, при проявлении негативной симптоматики в виде выделений с гноем из полости матки, повышении температуры тела – немедленно стоит посетить врача гинеколога. Apenas um médico experiente pode ajudar - não pratique a automedicação.

Mas durante o procedimento normal de limpeza uterina da placenta remanescente após o parto, a mulher pode sentir dor na região lombar e na parte inferior do abdômen, falta de sangue, lembrando a menstruação - tais sintomas serão observados por 7-10 dias. Em casa, não faz mal limpar o sangue e os vasos sanguíneos para restaurar o corpo.

Resumindo, podemos resumir uma coisa: o procedimento de limpeza após o parto em si é importante e não tão terrível como pode parecer no início. Se todas as regras de conduta dela forem seguidas pelos médicos, bem como a higiene pessoal da própria mulher, não há complicações na parturiente e sua saúde se recuperará o mais rápido possível, a menos que sejam as conseqüências de uma gravidez ectópica sem complicações.

Share the post "Limpeza após o parto - o que as mulheres devem saber"

Coágulos sanguíneos no útero após o parto

Durante a gravidez e parto, o útero é submetido aos maiores testes e estresse. É com a ajuda desse órgão que a criança amadurece, o processo de seu nascimento, depois do qual ela empurra a placenta (a membrana fetal, o cordão umbilical que prende o bebê à mãe e à placenta). Mas, apesar do fato de a maioria dos resíduos (lohii) sair imediatamente após a conclusão do processo de nascimento, alguns permanecem no útero. Portanto, se um coágulo sai após o parto do útero, não entre em pânico. O resto da placenta sai gradualmente. O processo pode levar de seis a oito semanas.

O isolamento dos lóquios é semelhante aos coágulos após o parto no útero. Os primeiros dias são bastante abundantes e têm uma cor escarlate brilhante. Com o tempo, eles se tornam mais leves. Como resultado, os lóquios destacam-se pela cor quase transparente.

É possível notar vários períodos de aumento de secreções:

  • Amamentação Neste momento, há uma contração ativa dos músculos do órgão genital, o que contribui para sua purificação de elementos desnecessários.
  • Com um forte aumento da cama. Talvez até a ocorrência de dores puxadas.

A liberação de lóquios diminui gradualmente ao longo de vários meses. O processo mais intensivo é a primeira semana, depois gradualmente se torna menos perceptível. Como regra geral, após dois meses, o órgão genital deixa de segregar coágulos após o parto no útero, indicando que ocorreu uma limpeza completa.

O processo de limpeza do útero pode ser acompanhado por sensações dolorosas que gradualmente passam. A razão para isso é a redução do órgão reprodutivo. A dor irá parar quando o útero assumir seu tamanho e forma originais.

Coágulos após o parto no útero - isso é normal para as mulheres. No momento em que os lóquios são especialmente abundantes, a mulher em trabalho de parto está sob a supervisão de um médico e de uma equipe médica.

Comportamento da mulher

Nos primeiros dias após o tão esperado processo de parto, os excrementos são particularmente abundantes. Neste momento, você precisa monitorar cuidadosamente a higiene e usar absorventes médicos especiais. Depois que a descarga se torna moderada, você pode alternar para o uso de absorventes convencionais e após diariamente. Não se esqueça de mudar regularmente os meios de higiene.

Alta do hospital

Antes de enviar a mulher para a casa, eles realizam um exame de ultrassonografia. Ele examina a cavidade uterina para a presença de grandes lohii. Se você não fez um exame de ultra-som, entre em contato com a clínica no local de residência ou residência. O procedimento pode protegê-lo da ocorrência de complicações.

Se algum desvio for encontrado, a instrução será transferida para uma data posterior. No útero não deve ser nenhum coágulo. Caso contrário, as mulheres podem ser designadas para realizar procedimentos como a limpeza após o parto. Se forem encontrados coágulos nos primeiros dois ou três dias após o momento tão esperado, quando as paredes do útero ainda não tiverem diminuído, o procedimento para limpar o órgão reprodutor será menos desagradável, porque você não terá que expandir as paredes.

Raspando após o parto

O procedimento é uma operação que é realizada no hospital. A limpeza pós-parto às vezes é apenas um procedimento necessário. Durante seu médico, remove todos os restos da placenta, que permaneceram no útero. Isso permite evitar dor e inflamação no futuro. O processo em si é realizado sob anestesia, para que a mulher não sinta dor.

Causas da placenta residual

Se houver nódulos no útero após o parto, as possíveis razões para isso podem ser:

  • Baixa atividade das paredes do útero, o que leva a suas contrações ineficazes. A causa do problema é geralmente uma diminuição no nível de um hormônio feminino como a prolactina. Promove contrações uterinas e remoção das membranas amnióticas.
  • A presença de um istmo de flexão do útero. Isso pode ser uma característica congênita do corpo. Durante o período de secreções ativas, um bloqueio de passagem pode ocorrer, levando a uma reação inflamatória. A presença de tal característica é estabelecida pelo ultra-som. Na sua ausência, a mulher será capaz de reconhecer o perigo pelo sintoma principal da curva - uma interrupção abrupta da descarga.

Quando você deve procurar ajuda médica?

Se coágulos sanguíneos saírem, isso pode dizer ao médico exatamente. Mesmo depois de confirmar ao médico que está tudo bem, mandar a mulher para casa deve dar uma atenção especial à sua alta. Assim que aparecerem alguns sintomas estranhos, você não deve atrasar a visita ao médico.

A razão para contatar um ginecologista deve ser:

  • Se os coágulos de sangue no útero após o nascimento têm uma cor escarlate brilhante e são acompanhados por sensações dolorosas.
  • Sangramento muito pesado.
  • Se a descarga continuar depois de dois meses.
  • Se o lochia tem um cheiro e é acompanhado por coceira.
  • Aumento da temperatura corporal e cessação de lóquios.
  • Se houver pausas na descarga por vários dias.

Precauções de segurança

O cumprimento de regras simples ajudará a evitar a ocorrência de complicações e patologias.

  • Observe a higiene pessoal. Limpe os genitais várias vezes ao dia. Isso ajuda a reduzir o risco de uma resposta inflamatória.
  • Abster-se de cargas ativas, bem como levantar muito peso.
  • Cuide da sua cadeira. Não deve haver atrasos e constipação.
  • Uma ou duas vezes por dia, deite-se de costas. Essa postura estimula a saída do lohii.
  • Após o parto, recomenda-se colocar gelo na barriga. Isso ajuda a reduzir a perda de sangue.

Por que e como limpar após o parto

Após a gravidez, gestação e parto, o corpo da mãe deve retornar ao normal. Um certo período de tempo é necessário para os órgãos reprodutivos para limpar, interromper a descarga, deixar coágulos sanguíneos e resíduos de tecidos. Se isso não acontecer, o apodrecimento começará no útero, criando um ambiente favorável para o desenvolvimento da flora patogênica.

Em certas condições, há necessidade de raspagem. Após o parto, o útero é limpo, se houver pré-requisitos: o sangue se acumula, partes do assento do bebê permanecem na cavidade uterina ou nas paredes do órgão, coágulos de sangue não saem.

E após a cesárea, esse procedimento é necessário, pois a placenta deve ser removida mecanicamente. Mesmo as partes microscópicas da placenta são percebidas pelo órgão genital como estranhas, e o corpo está preparado para removê-las.

Fechar o vaso com um coágulo após algum tempo pode levar a hemorragias graves.

Técnica de

Raspagem após o parto é produzido por vácuo ou mecanicamente. Com um nascimento suficientemente longo, a força da mãe seca e o útero se contrai de forma insuficiente, de modo que as membranas fetais da placenta se separam completamente. Às vezes, o óvulo fertilizado é preso com muita força às paredes do órgão, e este último deve ser separado manualmente.

A mãe após o nascimento do bebê para o mundo por mais duas horas permanece na sala de parto, onde avaliam sua condição, a presença ou ausência de perda de sangue, a dinâmica das contrações uterinas. Depois do exame na cadeira com a ajuda de um espelho gynecological e um ultra-som do útero do doutor, encontrando uma patologia, decidem limpá-lo.

Às vezes, a raspagem é feita no mesmo dia, em outros casos, a condição da jovem mãe é monitorada e uma ultra-sonografia é realizada no 5º dia após o nascimento. De acordo com seus resultados, é determinado se o processo de contração e purificação é normal ou se a limpeza é necessária.

A manipulação dura cerca de meia hora. Uma mulher recebe anestesia local ou geral, os órgãos genitais são tratados, o colo do útero é dilatado e a camada funcional do endométrio é raspada com uma cureta. É capaz de se regenerar: depois de um certo tempo, uma nova mucosa intacta é formada a partir de suas camadas inferiores, e o útero está novamente pronto para "funcionar".

Técnica do procedimento é o mesmo que curetagem durante a gravidez indesejada ou curetagem com um propósito de diagnóstico.

Durante a operação, a limpeza mecânica manual do útero da camada funcional do endométrio, partículas de membranas fetais e coágulos sanguíneos é realizada.

Purificação da mulher em trabalho de parto é controlada por médicos, o período pós-operatório está sob observação cuidadosa.

Fique atento ao pulso, temperatura corporal, secreções, bem-estar, porque a curetagem é um procedimento doloroso, após o qual o útero é uma ferida aberta.

Precisa de tratamento antisséptico e cuidado diário. Finalmente, para limpar o canal do parto ajudará nomeado por um especialista em drogas.

Útero de limpeza a vácuo

Para a limpeza a vácuo do útero após o parto, use um dispositivo especial - uma bomba de vácuo equipada com pontas de aspiração. A pressão negativa é criada na cavidade do órgão e o conteúdo é trazido para fora.

O método de vácuo implica curetagem manual e tipo máquina. O primeiro é o mais comum e inclui:

  1. Tratamento dos órgãos genitais externos.
  2. A introdução do espelho na vagina.
  3. Preparação cervical.
  4. Inserção do tubo de aspiração.
  5. Remoção de tecido por rotação do tubo ou amostragem diagnóstica do material para o estudo.

Limpeza a vácuo mostrado:

  • se após o parto ou cesárea no órgão reprodutor, a placenta ou parte dela permanecer,
  • como resultado de aborto espontâneo com rendimento incompleto de resíduos embrionários,
  • depois do aborto,
  • para pesquisa em biocenosis,
  • com um skid de bolha
  • sangramento uterino grave.

Este método de curetagem é mais suave do que mecânico porque as lesões do útero, do canal cervical e do endométrio podem ser minimizadas.

Limpeza cesariana

Se a limpeza do útero após o parto for uma ocorrência freqüente, o médico deve prescrever curetagem após a cesariana com cautela e levar em consideração o estado de saúde da mulher em trabalho de parto.

O corpo se recupera por mais tempo após a operação, a incisão quebra a integridade do tecido muscular e o órgão reprodutor piora.

Somente no final da segunda semana após o nascimento do bebê, seu tamanho e forma são restaurados, e os pontos se curam por mais tempo.

Mulheres que tiveram que se submeter a cesárea têm mais complicações pós-parto na cavidade uterina.

No 3º dia após o procedimento, uma ultrassonografia é feita, a integridade da sutura é estudada. Se houver dor intensa, faça um ultrassom não programado para avaliar o estado da cicatriz pós-operatória. Seu edema pode indicar endometrite pós-parto - inflamação na membrana mucosa do útero.

Segundo o depoimento do médico, a curetagem é realizada durante a cesárea propriamente dita, o que ajuda a evitar complicações. Mas algumas vezes partes da placenta permanecem no interior, o que é uma razão direta para a limpeza.

Para garantir que a próxima gravidez após uma cesariana passe com segurança, os especialistas recomendam que se abstenham de engravidar por 3 anos. Durante esse período, a cicatriz pós-operatória cicatriza e o útero está novamente pronto para suportar o bebê.

No entanto, às vezes a gravidez ocorre mais cedo, e você tem que fazer uma escolha: deixar o bebê ou decidir interromper a gravidez. As mulheres que fizeram um aborto após uma cesariana notaram que este é um grande risco para a saúde, uma vez que uma cicatriz não formada pode ser danificada.

Deve ser lembrado que as conseqüências do aborto podem ser infertilidade, infecção, sangramento, distúrbios hormonais.

Complicações após a limpeza

Após cada cirurgia, existem possíveis complicações. Raspagem do útero após o parto não é excepção. Um dos efeitos colaterais é o hematômetro, quando os coágulos sanguíneos se acumulam no órgão reprodutivo. Quando o espasmo do músculo está fechado, eles permanecem dentro. Para evitar o acúmulo de sangue no útero, os médicos prescrevem o No-shpu para relaxar os músculos.

Durante o processo de limpeza, o cirurgião pode perfurar a parede do útero com um instrumento afiado, o que levará à sua perfuração. Como regra geral, o problema é corrigido no mesmo dia.

Complicações tardias que se desenvolvem dentro de alguns dias após a curetagem podem levar à infecção e conseqüências ainda mais desagradáveis. O descarte inadequado dos resíduos da placenta pode provocar sintomas de endometrite aguda, que é caracterizada por febre alta, dor na parte inferior do corpo e corrimento com odor desagradável.

O estado do útero após a curetagem não difere da menstruação: a descarga normal deve ser moderada, sem cheiro desagradável, durar cerca de uma semana. Então a intensidade deles diminui e o sangramento pára.

Recuperação

Reabilitação após raspagem deve ser destinada a restaurar a função do parto, sangramento uterino ainda ocorre, mas este é um fenômeno comum. Uma pequena dor na região lombar indica que o órgão começou a se contrair. As seleções tornam-se marrons, e depois de um tempo - branco, viscoso, isto é, voltam ao normal.

É necessário abster-se da atividade sexual até que a superfície, ferida por curetagem, cure completamente. Ambos os parceiros correm o risco de contrair uma infecção e a mulher sentirá dor durante o sexo. Pode haver sangramento grave devido à irritação da vagina.

É necessário aderir a um estilo de vida saudável, seguir prescrições médicas. Você não pode tomar um banho, ducha, ir ao banho e sauna, usar tampões, levantar pesos.

Se você seguir as recomendações, dentro de um mês o ciclo menstrual será retomado, a saúde reprodutiva será restaurada.

Terapia após curetagem da cavidade uterina envolve medicação. Eles não aumentam o endométrio, mas previnem a infecção, melhoram o bem-estar das mulheres. Os antiespasmódicos são prescritos com cautela, porque contribuem para a redução do útero, que é acompanhada por dor intensa, especialmente imediatamente após a limpeza. Em casos graves, o no-shpa é mostrado.

Antibióticos são prescritos necessariamente: eles ajudam a evitar a adição de infecção. A microflora vaginal restaura-se com a ajuda de agentes antifungosos na forma de pastilhas e supositórios. Você pode usar chás de ervas e infusões: bolsa de pastor, urtiga, útero de floresta de pinheiros, viburno, erva-cidreira.

Drogas hormonais ajudam a restaurar o equilíbrio no corpo e prevenir a recorrência da doença.

Além dessas drogas, tome enzimas que evitam a formação de aderências.

Um pré-requisito - um exame de ginecologista e re-testes, a fim de evitar a recaída. Planejar uma gravidez nos próximos seis meses não vale o tratamento. Ter curetagem deve fazer sexo com preservativo e somente após um exame de acompanhamento por uma médica.

Em que casos é necessário limpar o útero depois do parto

O órgão mais importante responsável pela gravidez e pelo parto bem sucedidos é o útero. É nela que o maior fardo é colocado durante o curso desses processos.

Após o parto, o útero começa a limpar as membranas, toda a gravidez em torno do feto. Isso é chamado o nascimento da placenta. A placenta, que inclui o cordão umbilical e a bainha fetal, deve sair completamente.

Se isso não acontecer, imediatamente após o processo de nascimento, um obstetra-ginecologista pode limpar manualmente o útero para alcançar os restos remanescentes.

A limpeza completa do útero ocorre dentro de 7 a 8 semanas e é um processo semelhante à menstruação.

Antes da alta da maternidade, cada mulher é examinada com uma máquina de ultra-som para detectar a presença de coágulos sanguíneos no útero, e quando eles são encontrados, a limpeza é prescrita. Uma mulher em nenhum caso, não deve recusar.

O controle oportuno da limpeza uterina pós-parto é importante e pode prevenir o desenvolvimento de complicações:

  • todos os resíduos no útero podem começar a se decompor, criando condições favoráveis ​​para o desenvolvimento de bactérias,
  • o coágulo pode crescer até o útero, causando o desenvolvimento de endometriose.

A purificação do útero, designada pela mãe recém-criada, provavelmente adiará a alta do hospital por vários dias. O procedimento nos próximos três dias após o nascimento torna-o menos doloroso, porque o colo uterino ainda não teve tempo de encolher completamente e não é necessário expandi-lo.

Se a nova mãe na maternidade não for verificada quanto à presença de caroços no útero, você deve entrar em contato com a clínica no local de residência ou em uma clínica paga

Se você não foi examinado por um aparelho de ultrassonografia para verificar se há coágulos na maternidade, entre em contato com a clínica do local de residência ou com uma clínica paga para verificar o útero.

Como a limpeza uterina após o parto

Чистку матки после родов обычно проводят по показаниям УЗИ в течение 3–5 дней после родов:

  1. Перед проведением процедуры женщине делают общий или местный наркоз.
  2. Затем обрабатывают наружные половые органы и внутреннюю поверхность бедра пациентки йодом или другим антисептиком, а влагалище и шейку матки — этанолом.
  3. Com a ajuda de dilatadores de diferentes tamanhos, eles abrem o colo do útero e limpam o próprio útero.

Toda a operação não dura mais que 25 minutos. Após a limpeza, um segundo ultra-som do útero é prescrito para controlar sua limpeza completa.

Dependendo do tipo de ferramentas utilizadas, a limpeza do útero é dividida em vários tipos:

  • limpeza a vácuo
  • limpeza manual (mecânica),
  • lavagem (lavagem).

Limpeza manual (mecânica) uterina

Se uma pequena quantidade de coágulos sanguíneos for encontrada no útero após o nascimento, o médico pode tentar livrá-los sem cirurgia, pressionando as mãos no abdome do paciente. Em outras situações, a limpeza manual (mecânica) do útero é prescrita.

O processo de limpeza manual do útero é realizado utilizando um instrumento obstétrico especial - cureta

Todos os procedimentos manuais pré-operatórios de limpeza uterina são idênticos às atividades de limpeza a vácuo. O próprio processo de limpeza do corpo é realizado usando um instrumento obstétrico especial - a cureta.

Às vezes, uma cureta obstétrica pode ter dentes. O procedimento para a limpeza manual do útero não dura muito tempo, geralmente não mais que vinte minutos.

Durante a operação, os coágulos sanguíneos são raspados, após o que uma nova camada mucosa saudável cresce no útero.

Três dias após o parto na maternidade, fiz uma ultrassonografia, que também revelou a presença de uma pequena quantidade de coágulos sanguíneos. O ginecologista-obstetra e o uzista de meio-período começaram a escovar meus coágulos com a mão, pressionando o estômago para baixo no segundo. Essa manipulação não durou muito - cerca de 1 a 1,5 minutos. Foi doloroso e desagradável.

Imediatamente durante o procedimento veio alguns coágulos. Fui deixado no hospital por mais um dia. No dia seguinte, o procedimento foi repetido, após o que vários coágulos sanguíneos apareceram novamente. Então eu fui checado novamente por um ultra-som, eles disseram que estava tudo bem, e me deixaram ir para casa.

Essa mini-limpeza custou-me no hospital, feliz por não ter que suportar uma operação completa.

Lavagem (lavagem) do útero

Lavagem (lavagem) do útero - um procedimento realizado após o parto para limpar o útero de coágulos de sangue não liberados ou partículas das membranas fetais.

Um tubo fino especial é inserido no útero, através do qual uma solução anti-séptica é injetada:

  1. O útero é reduzido e reduzido em tamanho devido ao efeito de massagem sobre ele.
  2. Devido ao tratamento com anti-sépticos, o processo inflamatório é eliminado ou prevenido.
  3. A ação mecânica remove coágulos sanguíneos.

Para obter o efeito de lavagem máximo, o procedimento deve ser realizado 4 a 5 vezes.

A lavagem do útero executa-se por dois métodos principais:

  • lavagem com gravidade. Um tubo de borracha é inserido no trato genital, através do qual as preparações antissépticas são despejadas na cavidade uterina. O conteúdo do útero transborda espontaneamente. Para o melhor efeito do procedimento no estômago pode colocar uma compressa com gelo,
  • método de aspiração. Um tubo de silicone é anexado ao complexo de injeção intravenosa, através do qual um líquido frio desinfetante flui para o corpo do útero. A remoção de coágulos sanguíneos e fluidos é realizada usando um eletro-aspirador.

A lavagem em si passa pelas etapas principais:

  1. Os genitais do paciente são tratados com um anti-séptico.
  2. Um espelho ginecológico é inserido na vagina e o colo do útero é encontrado.
  3. A fim de obter o melhor efeito de lavagem, um tubo é introduzido o mais profundamente possível na cavidade uterina.
  4. A solução anti-séptica refrigerada é injetada na cavidade uterina sob uma leve pressão para obter um jato. Esta lavagem dura não mais do que 25 minutos.
  5. A pressão de injeção da solução é reduzida e o procedimento continua por mais 100-120 minutos.

Para alcançar o efeito máximo, é necessário conduzir até 4 a 5 sessões de lavagem. Tudo depende do grau de útero entupido. Com um pequeno número de coágulos sanguíneos, uma sessão pode ser suficiente.

Para lavagem, são usadas preparações anti-sépticas:

  • Dioxidina
  • Furacilina,
  • Dimeksid.Furatsilin e Dioksidin usam como drogas anti-sépticas

Como um anestésico usado Novocain ou Lidocaine. Em uma sessão de lavagem, cerca de três litros de líquido são despejados na cavidade uterina. A solução anti-séptica deve ser resfriada a 5 ° C, o que cria um efeito adicional de redução da sensibilidade. Após o procedimento para evitar o desenvolvimento de complicações, um antibiótico é prescrito aos pacientes.

As conseqüências da limpeza uterina

Se o médico prescreveu a limpeza do útero, então o procedimento é obrigatório, porque as complicações ocorrerão não por causa da limpeza, mas por causa da recusa de sua passagem. Após a operação, o endométrio (a membrana mucosa interna do corpo do útero) irá se recuperar gradualmente. O útero é coberto com uma nova camada saudável de epitélio.

No entanto, é impossível excluir completamente as conseqüências da limpeza do útero. Em alguns casos, pode ocorrer:

  • sangramento uterino. Tal fenômeno após a limpeza ocorre com pouca freqüência. Geralmente afeta aquelas mulheres que anteriormente tiveram problemas com a coagulação do sangue,
  • hematómetros - retenção de sangue líquido ou coágulos sanguíneos nos órgãos genitais. Tal patologia após a limpeza é bastante rara e ocorre devido ao forte pinçamento ou espasmo dos músculos do colo do útero ou da vagina. Para evitar hematômetros, obstetras-ginecologistas podem prescrever aspirina ou no-silo. Essas drogas ajudam a aliviar o espasmo muscular, proporcionando uma limpeza livre da genitália feminina,
  • endometrite - inflamação da camada interna do útero. Pode ocorrer devido à penetração de bactérias e germes na superfície ferida do útero. Para evitar a ocorrência de endometrite, é necessário beber um curso de antibióticos.

Com uma limpeza adequada e delicada, o risco de consequências negativas após o procedimento é reduzido a zero. Portanto, não tenha medo da operação e suas conseqüências. Concordar com a intervenção dos médicos.

Maneiras folclóricas de limpar o útero após o parto

É possível acelerar a recuperação do órgão genital feminino com a ajuda de ervas que contribuem para a estabilização do fundo hormonal e das contrações do útero. A ação de tais ervas estimula o tônus ​​muscular e melhora a imunidade.

As bebidas que ajudam a limpar o útero incluem:

  • infusão de urtiga. Urtiga é muito popular como um remédio popular por causa de sua disponibilidade. Para preparar a infusão, você deve derramar 5 colheres de sopa de urtiga seca com 500 ml de água fervente e deixe repousar antes de esfriar. Você pode beber meio copo até 3-4 vezes ao dia. Urtiga ajuda a reduzir o útero, e também tem efeitos anti-inflamatórios, infusão de urtiga tem efeitos anti-inflamatórios.
  • infusão de folhas jovens de bétula. Deve ser preparado a partir de folhas de bétula jovens de Maio. A ferramenta tem um efeito anti-séptico e também ajuda a melhorar o tom do útero. Para preparar a infusão, despeje 3 colheres de sopa de folhas esmagadas com 600 ml de água fervente e deixe fermentar por cerca de três horas. A bebida resfriada deve ser drenada e tomada 200 ml 3 vezes ao dia. Você pode começar a usar esse remédio apenas duas semanas após o parto,
  • infusão de bolsa de pastor. Contribui para as contrações uterinas após o parto, estimula a circulação sanguínea e tem um efeito revigorante. É necessário encher 30 gramas de grama com 600 ml de água a ferver e deixar repousar antes de arrefecer. Depois de beber uma bebida, beba meio copo 3-4 vezes ao dia,
  • suco de viburnum. Para cozinhar significa que é necessário usar só a baga fresca. Suco deve ser bebido imediatamente após a preparação, não deixando a próxima vez. Para melhorar o tom do útero, é necessário beber 3-4 colheres de sopa de suco de viburnum fresco por dia.Não é recomendado preparar suco de viburnum para o futuro, mas deve ser consumido imediatamente após a preparação

Além das ervas, o tom do útero e a remoção de coágulos contribuem para:

  • atividade física moderada
  • esvaziamento frequente da bexiga.

Como evitar a limpeza do útero após o parto

Quando eu estava na maternidade, para estimular a remoção de coágulos, eu costumava ir ao banheiro para urinar e realizar exercícios físicos aceitáveis. Para ativar a contração do útero, um gotejamento de ocitocina foi colocado.

Após a alta, eles nomearam para beber um extrato de água de pimenta (grama de hortelã-pimenta), que aumenta o tom do útero, estimulando a sua redução. Ela tomou dentro de 30 gotas 4 vezes ao dia 30 minutos antes das refeições.

O curso do tratamento foi de 5 a 7 dias.

A liberação de coágulos sanguíneos após o parto é normal e até necessária. No entanto, se houver poucos coágulos ou, de acordo com os resultados de um exame de ultrassonografia, a mulher tiver visto estagnação de coágulos sanguíneos, você pode executar determinadas ações que contribuem para a liberação do excesso de sangue e ajudar em alguns casos a evitar a limpeza do útero:

  • aplique frio ou gelo no estômago,
  • amamentar com mais frequência e por mais tempo. Promove a produção do hormônio oxitocina, que leva a contrações do útero,
  • mover-se ativamente, realizar exercícios físicos aceitáveis, permitir novas mães,
  • Deite de barriga
  • Esvazie sua bexiga com mais frequência.

Após a cesárea com a remoção de coágulos sanguíneos do útero, também pode haver problemas, uma vez que:

  • atividade física é contraindicada,
  • o leite materno pode chegar devagar.

Portanto, as jovens mães que foram submetidas à EC, ainda recebem injeções ou conta-gotas de ocitocina na maternidade.

Comentários de mulheres que se submeteram a limpeza do útero

Não tenha medo de limpar o útero. Ao prescrever um médico, é necessário submeter-se a este procedimento.

Se não houver muitos coágulos no útero e eles saírem sozinhos, várias medidas podem ser tomadas para estimular a atividade do útero e sua purificação.

Usando métodos tradicionais ou passando pelo procedimento de limpeza, você vai se livrar do risco de complicações e no futuro você será capaz de planejar uma nova gravidez sem problemas.

Coágulos após o parto no útero: causas. O que fazer Limpeza após o parto

O parto é um processo complexo para o corpo. A mulher está passando por uma carga grande, o que pode levar a complicações. Quais secreções do útero são normais e quais devem ser temidas? Quais sintomas devem causar ansiedade e tratamento hospitalar?

Limpeza do útero após o parto: consequências e complicações

Os nascimentos ocorrem em três períodos: contrações, nascimento do feto e nascimento da placenta. A placenta é a placenta e as membranas fetais nas quais o feto está localizado.

Após o nascimento da placenta no útero, não deve haver restos dele, bem como coágulos sanguíneos ligados às suas paredes ou fechamento do fluxo de secreções, a purificação deve ser completa.

Todos esses tecidos apodrecerão na cavidade uterina após o parto e criarão um meio nutriente para várias microflora condicionalmente patogênica e patogênica que vivem na superfície do corpo.

Coágulos sanguíneos remanescentes na cavidade podem interferir na sua limpeza após o parto - remoção de lóquios de sua cavidade - secreção pós-parto. Um coágulo sanguíneo também pode bloquear o vaso na parede e, depois de algum tempo, causar hemorragia grave. Esse sangramento pode começar de repente, mesmo um mês após o parto.

Para evitar tais conseqüências, faça a limpeza (curetagem, curetagem) do útero após o parto. Se partes da placenta e das membranas fetais permanecerem em sua cavidade, a curetagem será realizada imediatamente após o parto ou durante o dia seguinte.

Se houver coágulos sanguíneos no útero que interfiram na limpeza de sua cavidade, a curetagem será realizada de acordo com as indicações, dependendo do estado da mulher, mas não depois da primeira semana do trabalho de parto.

A presença de indicações para curetagem em clínicas modernas é confirmada por estudos ultra-sonográficos (ultra-som).

A operação é simples, mas dolorosa, por isso é realizada sob anestesia. O médico com um instrumento médico (cureta) raspa a mucosa uterina, removendo sua camada funcional superior juntamente com os restos dos tecidos genéricos. Às vezes, a limpeza a vácuo com o controle de ultrassom subsequente é realizada.

É importante! Se o médico considerar necessário realizar a limpeza, a mulher não deve recusar!

Os principais critérios para o sucesso da limpeza do útero

O sucesso da operação de curetagem após o parto testemunha (vale a pena lembrar!):

  • a ausência de um aumento significativo na temperatura do corpo puerperal (a norma é de até 37,5˚)
  • sem sangramento, o sangramento moderado é considerado normal por vários dias (às vezes até uma semana), gradualmente torna-se marrom e, em seguida, clareia, a descarga não tem um odor desagradável,
  • dor no baixo ventre - diminui gradualmente, mas persiste até o útero estar completamente reduzido,
  • A condição geral da mulher é satisfatória, mas a leve tontura pode perturbar, todos estes sintomas indicam que a limpeza está indo bem.

É importante prestar atenção aos seguintes sintomas e comunicá-los ao médico:

  • sangramento aumentado
  • completa falta de descarga nos primeiros dias após a limpeza com um aumento simultâneo da dor, isso indica uma violação da limpeza,
  • descarga adquire um odor pútrido desagradável - um sinal de infecção
  • a temperatura sobe para 38˚ e acima.

Como é a reabilitação e recuperação

Algum tempo (4-6 dias) após a limpeza do puerpério é no hospital sob a supervisão de um médico. Ele realiza inspeção diária para a detecção oportuna de possíveis complicações. Medicação prescrita:

  1. drogas para reduzir o útero - esta é a prevenção de sangramento recorrente,
  2. antibióticos - para prevenir o desenvolvimento de infecções.

Se o período de reabilitação passar normalmente, a mulher recebe alta 5-6 dias após a limpeza, e o médico da mulher continuará a monitorar sua condição. A seleção após a curetagem (assim como após o parto) dura cerca de 6 semanas, gradualmente diminuindo e diminuindo de volume. Dois meses após o nascimento, há uma limpeza completa e restauração.

Complicações e efeitos após a curetagem do útero

Como com qualquer outra cirurgia, complicações são possíveis. As complicações podem ser precoces e tardias. As primeiras complicações incluem:

  • sangramento em caso de dano a um vaso localizado na parede do útero, neste caso sangramento abundante pode ser do trato genital, e pode se manifestar como hemômetros - acúmulo de sangue no útero devido ao fechamento da saída da cavidade aliviar o espasmo do músculo liso,
  • perfuração (violação da integridade) da parede do útero com um instrumento afiado - uma pequena perfuração pode acumular-se por conta própria, e uma grande é costurada, geralmente não há conseqüências desagradáveis.

Estes efeitos são eliminados na mesa de operações ou durante a re-operação durante o primeiro dia. Nas clínicas modernas, existem todas as possibilidades para lidar com tais conseqüências.

Complicações tardias que podem se desenvolver em poucos dias após a operação e duram por um longo período incluem infecção e suas conseqüências.

Em violação da limpeza do útero, desenvolve-se um processo infeccioso-inflamatório - endometrite aguda, que ocorre com febre alta, dor abdominal baixa, uma mudança na natureza dos lóquios (eles se tornam fétidos, a limpeza é quebrada).

No tempo prescrito terapia antibiótica permite que você pare rapidamente este processo e evitar consequências graves.

É importante! A purificação é mais difícil e a endometrite é tratada em mulheres que sofrem de algum tipo de infecção oculta - clamídia, ureaplasmosis, etc.

Portanto, obstetras e ginecologistas sempre insistem em um exame completo e no tratamento da infecção durante o planejamento da gravidez. Em tais casos, a endometrite torna-se crônica e é acompanhada pelo desenvolvimento de aderências.

O processo inflamatório se move para as tubas uterinas e órgãos pélvicos, onde os efeitos da inflamação, aderências, também estão se desenvolvendo gradualmente.

As aderências no útero e nas trompas de falópio são a principal causa de infertilidade. As aderências nas trompas de Falópio podem interferir na concepção e na cavidade do útero - gravidez e parto. O tratamento de tais processos é longo. Começa com a identificação e tratamento de infecções, que, como regra, com inflamação de longa duração é mista, causada por vários patógenos.

Após a eliminação da infecção, realiza-se a dissecção das aderências, que é mais frequentemente realizada por métodos endoscópicos (sem grandes incisões, utilizando instrumentos endoscópicos especiais). E somente depois disso, os efeitos da infecção são eliminados e a mulher pode engravidar novamente.

Os distúrbios hormonais e a falha do ciclo menstrual podem ser uma consequência da curetagem muito profunda das paredes, quando não apenas a camada superior funcional (recuperadora) do endométrio é removida, mas também a basal inferior, que não pode ser restaurada. Esta complicação é tratável com grande dificuldade e na maioria das vezes causa infertilidade.

Como acelerar o processo de cicatrização após a limpeza

Para isso, você precisa seguir todas as recomendações do médico. Dicas:

  • mantenha seus genitais limpos, tome um banho morno duas vezes por dia, você não pode lavar em um banho, banho ou sauna,
  • nenhuma ducha deve ser feita, todos os procedimentos de limpeza devem ser superficiais,
  • mudar almofadas como eles são preenchidos, mas pelo menos 6-8 vezes por dia, nos primeiros dias, é melhor usar fraldas (bem como após o parto),
  • даже при небольших выделениях не использовать вагинальные тампоны – это мешает очищению,
  • любые физические нагрузки и состояние напряжения должны быть исключены в первые две недели после чистки,
  • половые контакты возможны только после полного прекращения лохий.

Com uma limpeza bem sucedida após o parto e o cumprimento de todos os requisitos necessários no período pós-operatório, geralmente não há consequências negativas para as mulheres. Conseqüências muito mais sérias são se a limpeza não fosse realizada em tempo hábil.

Limpar o útero após o parto - pré-requisitos para

Os pré-requisitos mais conhecidos e as razões para realizar a limpeza manual imediatamente após o parto são:

  • dúvidas sobre a integridade da placenta (o planeta),
  • se a placenta não se moveu,
  • fixação firme da placenta.

Se tal situação surge, o médico realiza a manipulação imediatamente após o aparecimento do bebê. Uma anestesia é dada à parturiente, a limpeza dos coágulos restantes é realizada através do colo do útero aberto. Para uma seção de cesariana (parto natural), a manipulação é semelhante.

Antes da alta para a maternidade, as mães são encaminhadas ao ginecologista para exame, uma ultrassonografia. Tem lugar dois dias antes de mandar para casa para verificar mais a situação, para evitar pós-palavras. Se durante o exame o médico revelou os restos da placenta (coágulos sanguíneos), ele prescreve a limpeza após o parto.

As razões para a ocorrência deste fenômeno são mais freqüentemente abortos prévios, infecções no útero e atividade insuficiente (contração pobre).

Como é o procedimento de limpeza do útero?

A limpeza tem um nome paralelo e bastante comum - curetagem do útero. As meninas que recorrem ao aborto ou aquelas que sofreram aborto têm uma idéia do procedimento.

Se for detectado um problema, como uma descarga deficiente ou parcial da placenta, um especialista realiza a limpeza manual após o parto. Com a ajuda de ferramentas especiais obstetra-ginecologista raspa os remanescentes.

Dependendo da situação, a limpeza a vácuo pode ser realizada após o parto. Aqui, para se livrar dos resíduos da placenta, é usado equipamento especial (a ação é semelhante ao princípio de um aspirador de pó).

As meninas estão ativamente interessadas em aspirar após o parto. Isso machuca? Deve notar-se que a limpeza manual (vácuo) é realizada por anestesia local ou geral. Isso garante que não haja dor durante a curetagem.

Antes de fazer qualquer manipulação, o especialista lubrifica os genitais externos com solução de iodo a 5%. O colo do útero, a vagina é desinfetada com álcool etílico (solução - 50%). Somente após isso, os canais cervicais aumentam e procedem à remoção de coágulos (resíduos da placenta). No momento em que a manipulação demora cerca de 20 minutos.

A fim de garantir a segurança das mulheres e do seu útero, alguns dias depois, um ultra-som está sendo realizado, que é o teste.

Contra-indicações para conduta, bem como recomendações para outras ações

Às vezes, o processo inflamatório no corpo e no colo do útero pode não ser causal, mas uma contra-indicação de um procedimento como a limpeza a vácuo do útero após o parto (limpeza manual do útero). Mas na maioria das vezes os restos de coágulos no útero após o parto requerem a intervenção de um especialista.

Se, após a limpeza da mulher, ela seguir corretamente as recomendações do médico, ela poderá evitar muitas conseqüências.

A primeira vez que o estado de uma mulher é monitorado por especialistas. É dada especial atenção à descarga, que se assemelha menstrual. Isso é normal se a duração não exceder 10 dias.

Falta de sangramento, odor estranho são as razões para o reexame por um especialista. Vale a pena lembrar que o colo do útero permanece aberto, por isso certifique-se de seguir certas regras (mudanças frequentes de juntas, a exclusão de tampões, lavagem com água limpa, abstendo-se de conexões íntimas).

Quando e como o útero é limpo após o parto?

Depois de ler as histórias de múmias sobre limpeza após o parto em fóruns "inetov", cheguei à conclusão: quanto menos você sabe, melhor dormir. Mas depois de ter pensado sobre isso, percebi que a informação do fórum não é suficiente para um sono profundo. Naturalmente, a limpeza após o parto é um final desagradável para o momento mais importante na vida de uma mulher, e aqueles que experimentaram essa condição às vezes são incapazes de conter as emoções, então suas histórias podem ser listadas como “não para os fracos de coração”. E nós somamos: não para mulheres grávidas.

Para não ter medo da limpeza pós-natal (afinal, isso não significa que você vai precisar), você precisa saber o máximo possível, mas com informações médicas, e não "por experiência pessoal".

Parto - o processo fisiológico

O conhecimento da fisiologia do parto, a sequência de seus estágios de muitas maneiras reduz o sentimento de medo e ansiedade antes da próxima visita ao hospital. A hora chegará X, e o parto começará, independentemente de suas emoções. Claro, eles ficarão muito mais confortáveis ​​se o medo do desconhecido for substituído pelas situações esperadas.

O parto consiste em três etapas:

  1. Período de divulgação. O período de dilatação cervical é o mais longo - aproximadamente 8-12 horas. Tipicamente, primíparas um pouco mais longas que multíparas. Começa com a primeira contração regular e termina com a abertura completa do colo do útero. O feto neste momento cai sua parte apresentadora (e em 95% dos gêneros é a cabeça) ao assoalho pélvico. Com o fim deste período, a bexiga fetal irrompe e flui para o líquido amniótico.
  2. O período de expulsão do feto, ou período potezhny. Os músculos do assoalho pélvico são ricos em terminações nervosas, de modo que a irritação com a cabeça causa greves - contrações involuntárias da musculatura estriada do corpo. A duração das tentativas não excede 2 horas. A partir do momento em que eles começam, a parteira pedirá que você vá para a cama e, durante o corte da cabeça, ela oferecerá a você para ir à mesa de parto. A partir de agora, vestido com roupas estéreis, estará aos seus pés. Ouça atentamente os comandos da parteira - é ela quem agora controla o nascimento. Era ela quem estava destinada não apenas a ver o nascimento do seu bebê em primeiro lugar, mas também a fornecer-lhe alguma ajuda neste difícil processo e proteger o seu canal de parto de rupturas que o bebê pode causar a você. Ela cortará o cordão umbilical, mostrará seu bebê há muito esperado e o colocará em você para um contato mais próximo e um primeiro apego ao seio. O segundo período acabou.
  3. Período seqüencial. O terceiro estágio do trabalho de parto já começou. Parecia que tudo estava acabado, mas foi durante esse período que ocorreram complicações que exigiriam a mesma limpeza uterina. O último período dura até 30 minutos. A parteira trata do seu bebê, realiza o primeiro banheiro do recém-nascido para ele, informa sobre a altura e o peso dele, coloca pulseiras em você e no bebê. Não ouro ou prata - apenas pedaços de oleado com a data, hora de nascimento, sexo, peso e altura. O parto continua a levar o médico. No terceiro período, por meio de contrações, a placenta deve ser separada da parede uterina e o último (local da criança) deve se destacar com todas as membranas. É estritamente proibido forçar este processo pressionando o útero. O médico fica próximo e observa os sinais de separação da placenta. Ao vê-los, ele aloca a placenta sufocando o cordão umbilical. O parto acabou.

Complicações 3 períodos

30 minutos ainda não tinham passado, mas uma descarga sanguinolenta copiosa apareceu do útero, indicando que o processo de separação da placenta foi perturbado. Apenas uma saída - você precisa de uma separação manual da placenta. É realizado pelo médico sob inalação ou anestesia intravenosa, inserindo a mão na cavidade uterina. Não tenha medo disso - se a criança já passou, a mão do médico vai passar.

A separação manual da placenta é realizada mesmo após 30 minutos, e não há sinais de separação da placenta. Mas todos estes 30 minutos, o médico não deve tocar o útero, pressione-o para acelerar o período de 3. Apenas espere pelo aparecimento de sinais de separação e, em seguida, selecione as conseqüências tomando delicadamente o cordão umbilical.

A placenta deve ser cuidadosamente examinada para estabelecer a integridade dos lobos da placenta e das membranas.

Em caso de defeito da placenta ou suspeita, o médico é obrigado a realizar um exame manual do útero. Membranas de frutas rasgadas não são indicações para esta operação.

Pós-parto precoce

Sim, o nascimento acabou, mas você tem que ter certeza de que não há lágrimas, isto é, você terá que inspecionar o canal do parto nos espelhos. É cuidadosamente examinado com o uso de ferramentas especiais do colo do útero, suas rupturas são suturadas imediatamente. As lágrimas dos tecidos moles da vagina também são suturadas por fios auto-dissolvidos, e suturas de seda são aplicadas nas quebras da pele, que são removidas por 5 dias.

Dentro de 2 horas após o parto, a puérpera permanece na sala de parto sob observação:

  • O estado de saúde, freqüência cardíaca, pressão arterial e condição do útero são monitorados.
  • No estômago dela está uma garrafa de água quente com gelo para garantir a hipotermia uterina e prevenir o sangramento uterino.

Este período é perigoso sangramento hipotônico, que pode exigir cirurgia para entrar na cavidade abdominal e, possivelmente, até mesmo remover o útero.

Após a alta

Se você está entre as “mulheres sortudas” que foram limpas após o parto (e como você pode ver, este procedimento está longe de ser dado a todas as puérperas, mas somente se as complicações acima estiverem presentes), você deve seguir rigorosamente as regras de higiene do período pós-parto. Eles são:

  1. Lave com água morna e limpa pelo menos 2 vezes ao dia.
  2. Troque as juntas conforme necessário.
  3. Sem tampões e duchas.
  4. Não há saunas, banho turco, banhos, banhos de vapor e banhos. Apenas um chuveiro é permitido.
  5. Sexo vaginal é proibido.
  6. Evite rascunhos e hipotermia.
  7. Separe atividades físicas pesadas e esportes intensos por pelo menos 2 meses.
  8. Realize um conjunto diário de exercícios de ginástica para dar à luz.
  9. Piscina, nadar no rio e no mar também não é para você.
  10. Coma equilibrado. Preferência de alimentos protéicos, vegetais e frutas, limitando carboidratos gordurosos e simples.
  11. Use complexos vitamínico-minerais para lactação.

Eu quero acreditar que você se livrou do hábito de beber e fumar pelo menos seis meses antes da gravidez planejada. Se não, faça imediatamente.

Após 5 a 6 semanas após o parto, visite seu obstetra-ginecologista para verificar se há anormalidades. Discuta a contracepção futura ao mesmo tempo.

Como regra geral, mesmo a limpeza da cavidade do útero, que atingiu uma parte difícil da mulher, não ofusca as lembranças dos dias maravilhosos passados ​​no hospital e associados à chegada do bebê a este mundo. E muitos, então, querem voltar lá de novo e de novo. E não há obstáculos para isso. Sim, mesmo se você limpou o útero após o parto, mas se você seguiu todas as recomendações do médico, não deve haver mais problemas.

Limpar o útero após o parto. Em que casos esta manipulação é necessária?

A maioria das mulheres que esperam as últimas semanas de gravidez de “bons” conselheiros ou namoradas que estiveram recentemente na maternidade, sabe que, em alguns casos, a limpeza após o parto é necessária.

Por isso, uma mamãe jovem depois do parto tenta por todos os meios esconder do doutor o verdadeiro estado de coisas, se pensa que algo “deu errado” na esperança secreta de evitar tal procedimento desagradável.

Devo evitar este procedimento?

Evite a limpeza após o parto, e pode ter sucesso, mas as complicações decorrentes da execução prematura deste procedimento, é possível, na melhor das hipóteses, apenas uma mulher em mil.

E não é um fato que complicações a longo prazo não surgirão, sendo a mais perigosa a infertilidade no futuro.

Muitos contemporâneos “bem lidos” não gostam do fato de que, após essa manipulação, é necessário prescrever antibióticos e interromper temporariamente a amamentação.

Agora, se ela mesma começar a tomar medicamentos antibacterianos para um resfriado, isso é ótimo, e as prescrições do médico e a necessidade de ordenhar manualmente o leite para manter a lactação podem ser ignoradas.

Só a maioria de tais múmias jovens esquece que a superfície do útero depois do parto é uma superfície de ferida aberta contínua, e qualquer coágulo de sangue ou um pedaço da placenta que permanece no útero é um corpo estranho.

Não deve estar presente por definição - em primeiro lugar, é um meio nutriente ideal para microorganismos, que podem causar complicações purulentas, que ainda precisam ser tratadas, em segundo lugar, impede que o útero normal se contraia, o que aumenta o risco de infecção.

Não há necessidade de tentar esconder a temperatura corporal aumentada, pois esse sintoma ocorre não apenas com estagnação no útero, mas também com inflamação dos pontos (se se sobrepõem), e com aumento da quantidade de leite materno produzido, em qualquer situação apenas um médico qualificado deve avaliar a condição da mulher.

E se durante o exame ou os resultados de um exame de ultra-som, o médico encontrar indicações de limpeza, é melhor concordar com ele e realizar o tratamento necessário.

Caso contrário, é provável que a jovem mãe ainda tenha que retornar ao hospital e tratar a endometrite, mas neste caso o bebê terá que ficar em casa, porque nos departamentos de ginecologia dos hospitais não há condições para a criança ficar.

Quando o mecanismo biológico normal é rompido, a separação da placenta e das membranas fetais é perturbada quando o útero é grande (sobre o alongamento durante gravidezes múltiplas), quando a placenta aumenta devido a uma ferida de doenças inflamatórias existentes no útero e nos órgãos genitais internos ou contra abortos anteriormente realizados.

Neste caso, uma separação manual da placenta (limpeza manual após o parto) é realizada, após o que o médico (não uma parteira, como em um curso normal de trabalho) determina a integridade das membranas fetais e da placenta como um todo.

Além disso, a separação manual da placenta, mas já sob controle visual, como dilatação do colo do útero, é necessariamente realizada durante uma operação de cesariana - sem isso, é impossível evitar complicações purulentas no pós-parto tardio ou no período de recuperação precoce após o parto.

É por isso que a mulher permanece na sala de parto nas primeiras duas horas após o término do trabalho de parto - não apenas sua condição geral, mas também o grau de perda sanguínea através do canal de parto, bem como a dinâmica da contração uterina.

causas e consequências como evitá-lo

Após a gravidez, gestação e parto, o corpo da mãe deve retornar ao normal. Um certo período de tempo é necessário para os órgãos reprodutivos para limpar, interromper a descarga, deixar coágulos sanguíneos e resíduos de tecidos. Se isso não acontecer, o apodrecimento começará no útero, criando um ambiente favorável para o desenvolvimento da flora patogênica.

Em certas condições, há necessidade de raspagem. Após o parto, o útero é limpo, se houver pré-requisitos: o sangue se acumula, partes do assento do bebê permanecem na cavidade uterina ou nas paredes do órgão, coágulos de sangue não saem. E após a cesárea, esse procedimento é necessário, pois a placenta deve ser removida mecanicamente. Mesmo as partes microscópicas da placenta são percebidas pelo órgão genital como estranhas, e o corpo está preparado para removê-las. Fechar o vaso com um coágulo após algum tempo pode levar a hemorragias graves.

Limpeza após o parto de A a Z

Uma vez depois de ler as histórias assustadoras de múmias experientes sobre limpeza especial após o parto em fóruns “inetov”, eu mesmo cheguei a uma conclusão decepcionante: quanto menos você sabe, mais forte você dorme. No entanto, depois de ter pensado um pouco, percebi que tal informação recebida simplesmente do fórum é catastroficamente insuficiente para o meu sono tranquilo e reparador. É bastante natural que a limpeza necessária após o parto seja uma manipulação desagradável, e também toca no fato de que este é o tipo de final para o momento mais importante e trêmulo da vida de qualquer mulher. E, na verdade, todas as mulheres que já viveram esse estado às vezes não são capazes de conter suas emoções, e é precisamente por isso que suas histórias podem ser consideradas “histórias de horror” chamadas “não apenas para os fracos de coração”. Ao mesmo tempo, acrescentamos: não são histórias para mulheres grávidas.

Mas para que tal limpeza pós-parto não seja completamente assustadora e nem pense nisso (afinal, ler este artigo não significa exatamente o que você precisa) você deve tentar obter o máximo de informação médica confiável e qualitativa possível sobre tal limpeza, e não em todas as informações "da experiência pessoal de uma mamãe experiente e já assustada".

Quando pode haver necessidade de limpeza após o parto?

Os médicos, brincando, dizem que toda mulher sempre dá à luz duas vezes (ou seja, durante uma visita à maternidade): primeiro um bebê e depois a própria placenta (ou placenta), em que o bebê ficou todos os nove longos meses de gravidez. O nascimento da placenta, muitas das mulheres nem sequer notam, porque neste exato momento eles já estão ocupados olhando para seu bebê, que silenciosamente enterrou seu nariz pequeno no peito de sua mãe quente. Однако так бывает далеко не всегда, и, конечно же, это к огромному нашему сожалению. Иногда бывает и так что плацента уж слишком крепко «приросла» к матке и рождается, как говорится «частично» или же вообще совсем не может выйти. А вот собственно в таких случаях медикам и следует произвести ручное отделение плаценты или последа, которое кроме прочего всегда должны проводить и после процедуры кесарева сечения.

Como regra geral, imediatamente antes da alta da maternidade (e isso ocorre por 2 ou 3 dias), é realizada uma ultrassonografia diagnóstica de rotina para cada mulher que tenha dado à luz. Isto é necessário para avaliar a tempo a condição de toda a cavidade interna do útero após o parto. E se, em tal estudo, o médico encontrar vestígios da placenta ou placenta no útero, e pode ser simples coágulos sanguíneos, então tal mulher irá prescrever limpeza pós-natal.

Como realizar a limpeza pós-natal?

“Limpeza” na moderna “linguagem médica” significa raspagem banal como durante um aborto. Este procedimento pode bem ser familiar aos sentimentos de todas aquelas mulheres que tiveram um aborto pelo menos uma vez na vida. Como você entende, curetagem da membrana mucosa do útero de uma mulher é uma operação especial, na qual uma remoção puramente mecânica de uma camada funcional específica do endométrio uterino é geralmente realizada. E das camadas germinativas do mesmo endométrio, logo após essa curetagem, uma membrana mucosa saudável completamente nova crescerá.

Na maioria das vezes, essa limpeza é realizada apenas sob anestesia geral e, é claro, em uma cadeira ginecológica padrão. Imediatamente antes de tal operação, toda a genitália externa deve ser tratada com uma solução alcoólica comum de iodo, mas apenas 5%, mas a vagina e o colo do útero são tratados com uma solução a 50% de álcool etílico. Então, com a ajuda de pré-dilatadores de vários diâmetros, diretamente no canal cervical, eles tentam expandir e remover todos os remanescentes do chamado tecido placentário. Além disso, tal remoção é geralmente realizada com a ajuda de uma cureta especial, e às vezes com a ajuda de uma cureta obstétrica com dentes especiais. Esta operação dura, por via de regra, não mais do que vinte minutos.

Como se comportar imediatamente após a limpeza?

Imediatamente, notamos que imediatamente após tal limpeza, uma mulher deve estar sob a supervisão estrita de médicos que irão monitorar sua temperatura corporal, pulso e, é claro, secreções que aparecem dos genitais. Além disso, a mulher deve processar seus genitais externos com soluções anti-sépticas especiais pelo menos duas vezes ao dia.

Imediatamente após tal operação, você não poderá usar tampões vaginais comuns, realizar duchas, tomar um banho quente, ir a saunas ou banhos, levantar pesos e até praticar esportes, e essa proibição durará duas semanas. O sexo vaginal também será contra-indicado para este tempo, e essa proibição foi imposta apenas porque o próprio colo do útero da mulher permanecerá aberto todo esse tempo, e uma erosão suficientemente grande será observada diretamente na membrana mucosa do útero. E isso, como você sabe, pode ser uma condição verdadeiramente favorável para o desenvolvimento agudo de qualquer infecção que seu parceiro sexual possa “trazer” para você.

Mas para a prevenção da inflamação e outras complicações reais possíveis depois de tal limpeza, uma mulher é prescrita antibióticos. Deve-se notar que o próprio procedimento de curetagem é bastante doloroso, e é por isso mesmo que, mesmo no período pós-operatório, uma mulher pode sentir alguma dor e, sempre, de intensidade variável. Neste período, você pode muito bem ser prescrito como um medicamento não-shpa, isso só é necessário para evitar o desenvolvimento súbito de hematômetros (uma condição quando os coágulos sanguíneos permanecem no útero).

Quais complicações podem ocorrer após a limpeza?

Realmente hematômetro - isto é exatamente o mesmo e é a complicação mais frequente depois de curetagem não bastante bem sucedida. Esta condição pode surgir devido a muita compressão (ou espasmo) do colo do útero da mulher, que mais tarde se torna a causa de um tal atraso de coágulos sanguíneos diretamente na cavidade uterina. E vale lembrar que a interrupção muito rápida de qualquer sangramento após o parto é o sintoma mais importante da ocorrência de hematômetros. Mas, para poder apoiar o colo do útero em sua posição totalmente relaxada, os médicos prescrevem o usual No-shpu, como já mencionado um pouco antes.

Vamos mais longe, outra complicação comum de tal limpeza pós-parto é o sangramento uterino abundante, mas corremos para acalmá-lo, eles são realmente extremamente raros (principalmente apenas para aquelas mulheres que têm alguns distúrbios da coagulação normal do sangue). Em casos de penetração de quaisquer germes diretamente na cavidade uterina após tal limpeza pós-parto, pode surgir uma doença tão perigosa como a endometrite - trata-se de uma inflamação infecciosa de toda a membrana mucosa do próprio útero.

Vale a pena notar que todas as complicações acima, é claro, exigem da mulher um tratamento adequado e oportuno estritamente definido, que, a propósito, só pode ser atribuído a você por um ginecologista experiente que está tratando você. E "idealmente" seria depois de tal limpeza por literalmente várias horas que manchas suficientemente pesadas seriam observadas, o que seria com coágulos sanguíneos, e que logo se tornariam cada vez menos abundantes. Além disso, após uma tal curetagem, durante pelo menos dez dias, deve ser observada uma secreção bastante escamosa, aparentemente sanguinolenta, talvez castanha ou mesmo amarelada da vagina.

Como vemos, o procedimento de limpeza após o parto não é tão terrível, especialmente se você seguir algumas regras simples de higiene pessoal e seguir rigorosamente as instruções do seu médico. Portanto, inequivocamente se preocupar com este procedimento não vale a pena! Afinal, é bem possível que no seu caso particular tudo vá sem ela!

Limpeza após o parto: como proceder, possíveis complicações

Quando é necessário limpar o útero após o parto, como isso acontece e por que é necessário? É um procedimento médico bem conhecido por muitas mulheres. Absolutamente semelhante é realizado para remover o óvulo durante uma gravidez congelada, aborto, para fins de diagnóstico, se, por exemplo, houver suspeita de câncer endometrial. E a limpeza do útero após o parto, na maioria das vezes, é uma tentativa de evitar um processo inflamatório grave, se houver pré-requisitos para isso.

Quais poderiam ser esses pré-requisitos? Imediatamente após o nascimento da criança, a limpeza manual do útero pode ser realizada, se durante o exame da placenta (nascida) nascerem dúvidas sobre a sua integridade. Ou seja, o médico suspeita que parte da placenta permaneceu no útero. Neste caso, uma mulher recebe anestesia completa, e o médico, sem problemas, a limpa dos restos da placenta através de um colo totalmente aberto. A propósito, tal limpeza depois do parto é necessária até mesmo se o último não partir nada. Isso acontece com o seu anexo apertado. E mais uma vez, o médico ajuda a mulher a terminar o parto. A separação pós-parto também é realizada manualmente durante uma cesariana.

Quais são as possíveis complicações após a limpeza do útero, pois sabe-se que este é um procedimento bastante traumático? De fato, ao conduzi-lo no hospital, qualquer problema é extremamente raro. Geralmente nas maternidades antes da alta é realizado um ultrassom. E, às vezes, se necessário, uma limpeza regular ou a vácuo do útero é realizada. Não é perigoso se todas as condições de esterilidade forem satisfeitas.

By the way, sobre o uso de vários instrumentos ginecológicos neste procedimento. Há casos da prática médica em que as consequências da limpeza uterina eram mortais. É considerado muito mais seguro, enquanto a faringe interna está aberta, para realizar manipulações médicas na limpeza do útero manualmente. Então, acontece com muito mais cuidado. E tal sangramento pesado, que acontece quando a curetagem instrumental do útero é realizada após o parto, não é observado.

Mas todas as mulheres têm nódulos no útero após o nascimento da criança, mas nem todos fazem curetagem, manual ou instrumental, do útero. E com razão. Na maioria das maternidades, absolutamente todas as parturientes administram oxitocina intramuscular por via intramuscular durante três dias após o parto. Esta é uma droga que leva a uma forte contração do útero, ajuda a esvaziar mais rápido. Às vezes a terapia com esta droga precisa ser estendida. Mas a descarga abundante após o parto nem sempre é uma indicação para um procedimento tão traumático quanto a limpeza do útero; ele deve ser realizado apenas como último recurso. Normalmente, a descarga pesada em mulheres ocorre nos primeiros 5-7 dias após o nascimento de uma criança. E então desça. Mas pode persistir por 6 e às vezes até 8 semanas.

Limpar o útero com o vácuo após o parto é menos perigoso, uma vez que durante o mesmo a cavidade uterina não é diretamente afetada. O próprio túbulo é facilmente inserido no útero, devido ao seu pequeno diâmetro. E para isso, o médico nem precisa usar dilatadores cervicais, já está entreaberto. E a limpeza do útero após o parto desta forma é muito raramente realizada sob anestesia geral, uma vez que as sensações dolorosas são mínimas. Uma mulher sente o mesmo que durante a menstruação, quando o médico remove os coágulos do útero com o vácuo.

Os coágulos sanguíneos no útero após o parto nem sempre "garantem" a limpeza, além da ocitocina, existem remédios populares para ajudar seu sistema reprodutivo. Por exemplo, você pode beber tintura de pimenta. Também um bom efeito tem um sono no abdômen e o uso de aparelho no pós-parto.

Mas se a descarga após a limpeza do útero não terminar por causa do pólipo placentário formado, então não há lugar para ir, você precisa fazer curetagem e, melhor ainda, histeroscopia, porque assim o médico poderá remover o pólipo sem ferir o útero inteiro. Dói limpar o útero algumas semanas após o nascimento do bebê? Sim, isso não é feito sem uma boa anestesia, já que o colo do útero tem tempo para fechar. E afinal, sua expansão instrumental é a mais dolorosa.

Como a limpeza do útero após o parto, o que uma mulher deve fazer? Faça um ultrassom e obtenha uma indicação de um médico para este procedimento. Faça exames de sangue e cotonetes. E no dia marcado para chegar ao hospital. O procedimento em si não dura mais de 20 a 30 minutos, eles fazem anestesia geral ou local. Depois que a mulher é recomendada a deitar por cerca de 2 horas e você pode ir para casa.

Razões para limpar o útero após o parto

A limpeza, que é chamada de raspagem na terminologia médica, não é um fenômeno tão raro quanto gostaríamos. O fato é que toda mulher dá à luz "duas vezes" - um bebê e uma placenta. A placenta, ou como é chamada - a placenta, deve separar-se e deixar algum tempo após o nascimento do bebê. Mas há casos em que a placenta não se afasta e o médico precisa remover manualmente a placenta. Isso acontece com mais frequência devido ao ajuste apertado da placenta às paredes do útero, com uma fraca contração do órgão, bem como durante a cesariana.

A limpeza a vácuo ou manual após o parto é prescrita no caso em que, durante o exame de controle, o médico perceba nos resíduos do útero da placenta ou coágulos sanguíneos. Um procedimento desagradável e até mesmo doloroso é obrigatório, porque senão você sentirá uma dor severa e persistente no baixo-ventre, e uma inflamação séria começará no próprio útero.

Segundo especialistas, a limpeza após o parto pode ser evitada. Às vezes o médico prescreve um gotejamento ou injeções com uma substância que estimula a atividade do útero, durante a qual todo o "excedente" será liberado. Mas se tal método se mostrar ineficaz, serão necessárias medidas mais drásticas - a raspagem.

Recomendações após a limpeza

A limpeza em si é realizada sob anestesia local ou anestesia geral e leva cerca de 20 minutos. Após o procedimento, a mulher deve permanecer sob a supervisão dos médicos, pois há risco de sangramento, o que exigirá intervenção cirúrgica de especialistas.

Além disso, ao longo da semana, é necessário processar

a superfície externa dos antissépticos do períneo. Por duas semanas, o uso de tampões, visitas ao banho, banho e qualquer atividade física é proibido. Quanto à alta após o parto nesse período, elas serão especialmente intensas nas primeiras horas, e você notará coágulos sanguíneos. Além disso, a seleção será menor, terá uma tonalidade marrom ou amarelada e, após 10 dias, ela finalmente será interrompida.

Apesar do fato de que a limpeza é um procedimento bastante desagradável, é melhor realizá-la a tempo. Portanto, se você não foi examinado por um médico na alta hospitalar, tente visitar o ginecologista o mais rápido possível.

vácuo após o parto, o que está raspando em ginecologia, como fazem depois da cesariana

Muitas vezes, mulheres após o parto são designadas para limpar o útero.Hoje em dia, a limpeza do útero é prescrita a uma mulher com bastante frequência. Quase sempre, esse tipo de operação faz com que a mulher: medo, ataques de pânico, experiências irracionais. A condição negativa está associada a muitos rumores diferentes sobre esse tipo de cirurgia em ginecologia, que é indicada para limpar o útero de gravidez não planejada ou de patologias médicas. O medo é uma consequência de não saber o que é um determinado procedimento ginecológico. Esta é uma operação que é chamada de curetagem do útero e é prescrita para uma variedade de indicadores médicos, e falaremos sobre isso com mais detalhes.

O que é limpeza em ginecologia

A limpeza ginecológica da cavidade uterina é uma mini-operação que é realizada sob anestesia geral, pois o procedimento não é muito agradável e causa dor. A limpeza uterina pode ser de 2 tipos: terapêutica e diagnóstica. A limpeza médica é prescrita por razões médicas.

  • Aborto
  • Gravidez ectópica
  • Aborto espontâneo
  • Endometrite,
  • Miomas uterinos,
  • Remoção de pólipos.

As mulheres sempre são limpas apenas em um bom hospital ou maternidade. A limpeza diagnóstica é usada quando é necessário identificar com precisão as causas dos sintomas negativos, que indicam que o sistema reprodutivo do paciente não está funcionando adequadamente. Recolhido após o diagnóstico, o material é enviado para o laboratório para exame.

O procedimento é realizado principalmente antes do início da menstruação.

No entanto, às vezes, o procedimento pode ser realizado em casos de emergência, por exemplo, com sangramento. Isso é necessário para não danificar o biorritmo do corpo das mulheres por interferência. Além disso, um procedimento como a histeroscopia é prescrito, o que permite ao médico completar um exame dos resultados do trabalho após a conclusão das manipulações usando um histeroscópio. Este dispositivo também melhora o controle sobre as ações de um especialista no período da operação que está sendo executada.

Existe uma operação como esta:

  1. Começa com a expansão do colo do útero ao usar instrumentos ou drogas.
  2. Assim que o canal cervical é capaz de passar a cureta, a mucosa uterina é limpa.
  3. Na etapa final, os expansores são removidos e todo o campo operacional é tratado com um anti-séptico. A droga é selecionada pelo médico.

Para evitar dor - faça anestesia. No estômago, necessariamente, se encaixa no gelo, o que impede o sangramento. Enquanto houver sangramento, a mulher deve mentir. Quando os efeitos da anestesia acabam, o paciente pode começar uma vida normal com poucas deficiências físicas. Ela pode ir para casa. Mas, para o controle, o período pós-operatório requer a supervisão de um médico, porque o colo do útero estará ligeiramente aberto por cerca de 30 dias. Quanto dura a lavagem uterina? A operação não demora muito, em geral, o procedimento não leva mais de meia hora.

Limpeza obrigatória após o parto

Quais poderiam ser os pré-requisitos para a limpeza após o parto? Imediatamente após o nascimento do bebê, a limpeza uterina manual pode ser atribuída à enfermaria. O procedimento é prescrito se, ao examinar a placenta (placenta), o médico duvidar que está intacto. Ou seja, o médico suspeita que a placenta não saiu de todos os pedaços que restaram no útero.

Nesta situação, a mulher recebe anestesia, e o médico, sem problemas, realiza uma limpeza do corpo dos resíduos da placenta.

A propósito, tal operação também é executada se a placenta não for embora. Isso acontece quando está bem preso. E novamente, o médico ajuda a mulher em trabalho de parto a concluir o trabalho de parto. Também realizou manualmente a separação da placenta durante a cesariana. O que pode ser complicações após a limpeza do corpo, porque a operação é traumática? De fato, quando é realizado na maternidade, existem sintomas negativos, consequências graves não ocorrem com freqüência. Geralmente no hospital, antes de descarregar, a mulher realiza um ultrassom. E às vezes, se necessário, uma limpeza normal ou a vácuo do útero é realizada.

Limpeza especial permite realizar uma limpeza completa do útero dos restos da placenta

Esta é uma operação bastante padrão, mas deve passar em conformidade com todas as condições de esterilidade. Считается наиболее не опасным, пока внутренний зев открыт, выполнить процедуру по очищению органа вручную. Так получается аккуратнее. И так сильно кровь не течет, как бывает, когда выполняется инструментальное очищение матки после родоразрешения. Но остатки, сгустки крови в матке после родов есть у всех женщин, однако не всем делается послеродовая очистка вручную или при помощи инструментов. E com razão.Na maioria das maternidades, a ocitocina é injetada por via intramuscular por via intramuscular em todas as mulheres que dão à luz dentro de 3 dias após o parto.

Este é um remédio:

  • Provoca as contrações uterinas mais fortes,
  • Ajuda-a, rapidamente se livrar dos restos,
  • Todo coágulo sai.

Às vezes a terapia com este medicamento é prolongada. Mas apenas a descarga mais forte após o parto nem sempre é uma indicação para um procedimento tão sério como lavar o órgão, um aspirador é designado, como último recurso. Normalmente, um forte corrimento vaginal ocorre uma semana após o parto. E então desaparece. No entanto, raramente as excreções podem persistir por 8 semanas. Para as mulheres, recorra corretamente a um ginecologista e observe-se com ele.

Exame manual do útero (vídeo)

Em geral, o feedback sobre o procedimento é positivo. No entanto, a fim de evitar consequências negativas, será certo consultar um médico profissional. O especialista determinará por que o útero está muito reduzido, se há restos da placenta ou coágulos, realizar uma limpeza do útero de alta qualidade e um exame necessário.

Pin
Send
Share
Send
Send